quinta-feira, 27 de novembro de 2008

guião para carrinho amarelo

do João Camolas

(NOTA: nunca imaginei que um dia iria ao google images procurar Cláudio Ramos...)


Carrinho amarelo
Olaaaá! Sou o Cláudio Ramos e vou ser a sua bichinha de serviço, num guided tour pela esplendidérrima cidade de Lisboa!
(baixinho e em voz máscula)

Caso você seja “o” Cláudio Ramos, estava claramente a brincar e aproveito para lhe dizer que sou fã do seu trabalho. E do Crispim! Beijos à Fatinha!
(Abichanando outra vez)
Não é? Ai filha que me tiras um peso de cima.
Nesse caso toca a deitar as mãos ao je, mas com jeitinho, que o motor já não aguenta tanta emoção! Antes de dar à chave podia era sair para dar um empurrãozito, que isto pega melhor assim... Não quer? Ok, prontos. Deve ser por isso é que tá gorda. Vá, dê lá à chave.
Começa a viagem
A nossa volta hoje é até Belém, terra do JC, um bate chapas meu amigo.
Por mim, não íamos além do Bairro, tomar um copo ao Purex, mas enfim... pagam-me é para isto.
Duas curvas depois...
Reza a história que, aqui mesmo, nesta esquina, no ano da Graça de Nosso Sr. Jesus Cristo, de dois zero zero oito, se deu o primeiro embate por trás da Gocars.
Olha que se a inveja empanasse... A mim, que já ando na Vida vai para 15 dias, é que ninguém me abalroa, assim, à bruta.

A viagem prossegue
Ai amiga, deixa que te diga uma coisa. Esse capacete não te fica nada bem. Pareces o Calímero, com aquele ar tristonho, com a casquinha enfiada pela cabeça, coitada da bicha. Ainda se parecesses a Abelha, essa sim é que é uma mulher de sorte.
Chegam ao Cais do Sodré e começa a cantar
Ai Cais do Sodré, ai Cais do Sodré... Olha aqui é zona fina. Local imortalizado para todo ó sempre, por esse grande sr. do fado, o Dom Rodrigo, como eu lhe chamo.
Ali à frente é o mercado da ribeira. só vale pelas leguminosas porque de resto, enche-se dumas velhadas nas matinés dançantes... do pior. é um cheiro a naftalina que me entope o escape!
Já na 24 de Julho
Esta av. é a Holliwood Boulevard de Lisboa. É só glamour à esquerda e a direita. Foi aqui, na Kapital que Pedro Santana Lopes viu pela primeira vez o buraco da Marques, perdão, do Marquês. Foi ali no McDonald’s, que o Martins Moniz comeu a última bucha antes de ficar com ele entalado no Castelo. É só história e cultura a borbulhar nestas ruas!
Olha, aí junto ao rio está esse ex-líbris de Lisboa - o Queens! Antigamente, ainda eu só tinha duas rodas, ia p’raí curtir com duas motoretas amigas, era a rasgar até de manhã. Só de pensar nisso falta-me a gasolina...
Em Belém
Chegámos ao Mosteiro dos Jerónimos, onde um dia vai ficar para a posterioridade esse grande vulto do jornalismo nacional, o Sr. Carlos Castro. Caso não saibam foi mandado erguer pelo nosso Presidente, o Dr. Cavaco, ainda ele era primeiro.
Tenha atenção aqui para não sermos atropeladas por um norueguês ou inglês descontrolado.E prontos! Acabou. Agora toca a levar-me de volta à toca que tenho compromissos daqui a pouco. Tenho de ir à oficina afagar o bujão e mudar os pistões que à noite tenho festa!

10 comentários:

LFB disse...

REVISÃO:

bom trabalho, João. Surpreendes completamente com o formato que escolhes para este exercício e consegues o difícil feito de inovar no que diz respeito ao humor envolvendo Cláudio Ramos. Dá a grata sensação de que o trabalho em sketchs ajudou-te muito com este TPC. Infelizmente (e isso não invalidade de todo uma 'boa nota') acho complicado que a Go Car use este texto - a menos que tu e o João Mendes queiram ir a tribunal (posso sempre fazer o estágio de advocacia e dar-vos uma mãozinha)...

JC disse...

Luis, antes de mais, estive também a fazer uma pesquisa por imagens do CR na Net e esta não aparece nas primeiras 20 páginas! ou estavas com "tempo" para pesquisar ou então é algum arquivo pessoal?!? LOL

Segundo: o CR de que falava é um moço amigo de um amigo, primo de um vizinho, por isso, foi apenas coincidência. Jamais escreveria algo sobre "o" CR, desta forma. Até pq esse é um sr.!

Além disso tenho alergia a processos...

Andreia AM disse...

eh eh eh eh eh eh JC és o maior! Muito bom!

Lulu disse...

eu que estou para aqui a escrever sobre gays na ficção, acrescento que o termo abichanando não é politicamente correcto! apesar de se aplicar a 100% aos nosso caro CR

Joana disse...

Bom, posso também dizer que o Purex é um bar de lésbicas e que o CR (o "amigo" do Camolas e não o da TV) é mais facilmente apanhado no Facilmente, no Trumps ou, numa noite mais wild, no Bric.

JC disse...

O meu texto mostra bem o desconhecimento que tenho da noite (ou dias) gays. Há trabalhos para os quais me recuso a fazer "trabalho de campo".

Joana disse...

Mmmmmmm, pensava que estavas a fazer "trabalho de campo" hoje ao almoço, com um senhor que corria entre os pingos de chuva de uma forma, to say the least, esquisita.

JC disse...

no comments

M. disse...

Tá tudo doido!

MóniKa disse...

Importam-se de repetir?
Mónica