quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Mariana ou a crónica da "não-crónica"


TPC da nossa 'caloira' de apenas 18 anos


A minha amiga Mariana é a culpada de não ter escrito nada de jeito.
Porquê? Já explico.
É culpada porque somos amigas desde os bancos da escola primária, desde as primeiras letras, os primeiros números, é culpada por eu gostar dela, por me divertir, por me fazer ser sempre criança, às vezes dou comigo a pensar, vou ter cinquenta anos, mas perto da Mariana não passarei dos dez… (Fiz este parêntesis para que compreendessem a culpa dela.)
Semana cheia de aulas, guardei a tarde de Sexta para me dedicar à cronicazinha e descansei, Sábado era o dia, e Sexta dava tempo na perfeição...
Quinta-feira, ZÁS, toca o telefone, era a Mariana.

Após os ‘tudo bem’ do costume, as perguntas sobre a escola e sobre todas aquelas patetices nossas. Perguntou ‘sabes que dia é amanhã?’ Fiz-me de esquecida, andei às voltas, ela pareceu-me entristecer a voz e foi aí que soltei ‘são os teus anos, totó’, a alegria surgiu-lhe outra vez na voz, não sei se por me ter ‘recordado’ da data, se por lhe ter chamado ‘totó’, outra das nossas coisas.
‘Estúpida’, outra palavra, ‘estava a ver que te tinhas esquecido. Amanhã vens almoçar comigo.’ Uma pergunta em jeito de afirmação, mas ela já sabia qual era a resposta. Pensei ‘quero ver quando é que vou escrever o raio da crónica…’
O ‘convite’ era tentador à partida, dito daquela forma era irrecusável, com o tal ‘não aceito o não como resposta’ bem implícito. Além do mais, não posso remeter para segundo plano a minha amizade com a Mariana, ela está lá sempre que eu preciso dela e eu estou lá sempre que ela precisa de mim. Eu conheço os seus olhares melhor do que a sua própria mãe, assim como ela me conhece a mim melhor do que ninguém.

A Mariana é a MELHOR AMIGA DO MUNDO e não pode esperar. A crónica talvez possa…


Rita Oliveira

2 comentários:

Andreia disse...

Acho esta crónica da não crónica MARAVILHOSA! Quem sente a AMIZADE assim nunca poderá ser infeliz. Bjinhos à Rita. PARABÉNS por escreveres tão bem (sobre) a AMIZADE!

MóniKa disse...

A vida é feita de escolhas, e esta é sem dúvida a melhor: a amizade.
Mónica